E-commerce – O que é? Como montar

O que é um e-commerce?

Traduzindo, e-commerce é um termo em inglês que significa comércio eletrônico. Essa é uma forma de comércio que usa os meios eletrônicos para nos processos de compra, venda, entrega e pós-venda de um produto. No início era baseado na compra e venda de coisas simples, com baixo preço. Mas, nos dias de hoje, são comercializados os mais variados produtos e preços.

Os consumidores estão começando a ter mais confiança e segurança ao fazer compras, e o e-commerce é uma das melhores formas de vender e ganhar dinheiro por meio da internet.

Processos do e-commerce

Os principais processos do e-commerce são o de compra e o de atendimento ao cliente, sendo por meio surgem os outros processos que são o marketing, o estoque e o fluxo de caixa.

E-commerce e marketplace

e-commerce

O marketplace é um modelo de comércio online em que são oferecidos produtos de diferentes marcas dentro de uma única plataforma de venda. É uma espécie de mediador na hora de efetivar o pagamento, mas sem a ter a responsabilidade com garantia ou entrega dos produtos.

Esse é modelo de comércio bem atraente para os lojistas pela grande facilidade de gerenciamento. O lojista só precisa fazer um cadastro para registrar os produtos para iniciar a divulgação. Além disso, há a grande vantagem de que não é necessário comprar um domínio ou ter outros gastos além da criação da loja virtual. Algumas das empresas que possuem e-commerce e que também possuem marketplaces são: Americanas, Mercado Livre, Amazon e a OLX.

Tipos de e-commerce

Há tipos de negócios para quem deseja trabalhar com vendas pelo e-commerce, quanto para quem prefere o marketplace. Os modelos de lojas virtuais e e-commerce são:

Business-to-business

É um e-commerce que acontece quando uma empresa de e-commerce realiza vendas para outras empresas.

Business-to-customer

Esle acontece quando uma empresa realiza a venda de forma direta para os consumidores, sendo que é o modelo de e-commerce mais comum.

Customer-to-customer

Este e-commerce acontece quando consumidores realizam a venda para outros consumidores, usando uma plataforma para a venda.

Vantagens do e-Commerce

e-commerce

Pouco investimento

Para ter um e-commerce não é necessário gastar com aluguel, contas de água, luz, internet, manutenção de equipamentos, etc. É preciso apenas de um domínio e hospedagem de um site, com planos bem baratos

Para fazer o design e programação, é só recorrer aos temas gratuitos que já vêm todos prontos para você usar.

Autonomia

Há total liberdade na hora de decidir qual o design usar para o produto. Um e-commerce pode ser administrado em casa, enquanto estiver fazendo uma viagem ou nos horários que mais adequados para a rotina e estilo de vida.

Aberto todos os dias

Fazer um e-commerce proporciona a vantagem de possuir uma loja que funciona 24 todos dias. Os pedidos serão feitos o ano inteiro e em qualquer hora.

Identificação do público-alvo

O e-commerce também proporciona uma maior facilidade para reconhecer os clientes, saber os hábitos deles, o que mais gostam de comprar, etc. Isso é muito vantajoso na hora de focar e criar promoções.

Flexibilidade de horários

Fazer um e-commerce é o melhor para quem procura por uma maior flexibilidade de tempo. Afinal, trabalhando em casa, não serão perdidas horas no trânsito, por exemplo.

Escalabilidade

Em um e-commerce podem ser feitas várias vendas por meio de um mesmo anúncio. Não é preciso fazer um estoque, porque o mesmo produto vai poder ser vendido para diferentes pessoas.

Desvantagens do e-commerce

Concorrência

Antes de começar a montar um e-commerce, é importante fazer uma pesquisa sobre a concorrência, porque muitas pessoas estarão pensando também em criar um e-commerce. É necessário verificar quais são os produtos que os concorrentes estão vendendo e se pode haver um diferencial no mesmo nicho.

O nicho de mercado deve ser conhecido a fundo para oferecer a melhor solução para o público-alvo.

Estoque

Quando se está apenas começando no mercado é difícil saber quais produtos poderão vender mais. Além disso, mesmo que fazendo um grande estoque há o problema de encontrar um espaço em casa para guardar tudo, sendo que poderá ser necessário procurar por um outro espaço só com essa finalidade.

Entrega

A desvantagem com a entrega é a maioria dos clientes gosta de comprar um produto e recebê-lo o mais rápido possível. Assim, o tempo para a entrega pode ser uma grande desvantagem para a competição no mercado, principalmente quando ocorrem atrasos.

Qualidade

Na venda por meio de um e-commerce é complicado mostrar ao consumidor que o produto que é vendido, possui a qualidade que espera. Isso é mais problemático, ainda, quando o que é vendido são roupas, sapatos e perfumes. As pessoas estão mais acostumadas a comprar esse tipo de produto em lojas físicas e ficam inseguras adquiri-lo por meio do e-commerce.

E-commerce e Dropshipping

e-commerce

O dropshipping é um modelo de e-commerce, com a diferença de que não há a preocupação com estoques e entrega. Nesse caso, o foco fica todo na venda. Montá-lo é bem simples, desde que se escolha os fornecedores corretos.

Como fazer um e-commerce

Domínio

A primeira coisa é comprar um domínio que tenha a ver com o produto que será vendido no e-commerce, e coloque um nome simples e fácil de ser lembrado.

Plataforma

Escolha uma plataforma de e-commerce online se não conhece muito de programação, porque elas possuem tudo que é necessário para começar a montar o e-commerce. Elas contam com ferramentas para todas as funções que são necessárias para iniciar, e várias opções para que a personalização fique como o lojista quer.

Produto

A escolha do produto que será vendido no e-commerce é muito importante. Para começar é preciso definir se o produto será físico ou digital, sendo que isso deve decidido durante a criação do e-commerce. Essa escolha precisa ser avaliada por meio de estratégias de entrega, devolução, etc.

A venda de produtos físicos é mais comum do que os digitais, porque as pessoas já estão acostumadas. Os produtos físicos que são mais vendidos são livros, roupas, sapatos, alimentos, cosméticos; enquanto que os produtos digitais mais vendidos são e-books, audio books, softwares, cursos online, programas de assinatura.

Os produtos digitais apresentam uma logística é mais simples, com as vendas escaláveis e ilimitadas. Durante a venda de produtos digitais, o custo é menor, sem depender de um estoque, com inúmeras transações sendo realizadas através de apenas um anúncio. Eles proporcionam renda durante todo o tempo em que o produto ficar à venda, inclusive simultaneamente.

Mas o grande problema com produtos digitais é a pirataria. Para que um produto não seja distribuído de forma ilegal, é recomendado utilizar os mecanismos que impedem isso.

Cobrança

Este é um item que precisa de muito cuidado, porque o sistema de cobrança deve ser muito seguro para que os clientes possam preencher os dados bancários nele com segurança.

O sistema pode ser direto, com toda a transação feita no e-commerce, ou ainda por meio de um sistema indireto, como o PayPal, por exemplo. A vantagem do sistema de pagamento direto é que é mais rápido e prático para o cliente. Porém, muitos ficam desconfiados e inseguros na hora de colocar seus dados bancários em um site que eles não conhecem. Por isso, é importante mostrar segurança para eles em realizar sua compra.

Estoque

Já no começo da atuação no e-commerce, é necessário saber fazer o cálculo da demanda de produtos, o que pode ser bem complicado. Se o gerenciamento dele não bem feito, pode-se ficar no prejuízo. Se faltar produtos, vendas serão perdidas e se sobrar, eles poderão ficar encalhados.

Em relação ao local de armazenamento dos produtos, pode ser preciso achar um local com condições bem específicas para que o produto seja estocado. Quando o e-commerce começa a crescer e as vendas aumentam, será necessário um espaço maior para guardar os produtos.

Entrega

Durante o começo do e-commerce, a entrega poderá ser feita pelos correios para. Porém, isso irá depender do tipo de produto que será vendido e o prazo para a entrega. Quando o volume de pedidos começar a ser maior, as parcerias com transportadoras serão mais práticas.

Canais de atendimento

É essencial criar canais de comunicação com os clientes, para que eles sejam ouvidos para solucionar qualquer problema que apareça. Por meio dele, os consumidores poderão pedir por troca de produtos, reembolso, reclamar, fazer sugestões e avaliar o e-commerce.

Segmentação

Para segmentar clientes, pode-se usar informações do cadastro de perfil deles e a comunicação com a loja. Por meio da segmentação os e-mails marketing poderão ser enviados com as ofertas e promoções personalizadas, conforme o interesse dos clientes.

Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é uma ótima estratégia para impulsionar o e-commerce. Um conteúdo que possua qualidade vai levar o visitante até o e-commerce, por isso é importante que haja um bom conteúdo review para comparar dois produtos entre si e explicando como usar cada um deles.

A grande vantagem do marketing de conteúdo é que o site terá maior credibilidade com os usuários. Com um bom marketing de conteúdo, ajudará a obter avaliações positivas que irão gerar vendas.

Leave a Reply